quinta-feira, maio 21, 2009

Rosa de Cabaré

Eu comprei um colar com uma rosa negra muito bonita, de prender junto ao pescoço. Estilosérrimo. Único. Chic demais. Hoje eu usei pela primeira vez e recebi altos elogios. Mas, o Fabrício tem sempre que ser a nota dissonante, né?

- Fabrício, que cê acha da minha rosa?
- Er...
- Hein?
- Então...
- Você ta querendo me dizer que achou a minha rosa feia???
- Não é feia...é bonita...só que...
- Só que é feia!
- Não, Morena, é bonita...mas eu não usaria...
- Claro que não, ela não serve em você!
- Ah, é que ela é meio...cabaré, sabe?
- CABARÉ? Oooohhhh, audácia!
- Mas é bonita sim, Morena...principalmente pendurada no seu pescocinho...
- Nem vem, jacaré! É bonita, mas tem cara de cabaré, né? Afe! Então eu quero uma meia-arrastão!
- Não, nem pensar.
- Uai, por que não?
- Porque daqui a pouco você entra de vez no personagem e vai querer me cobrar, oras!

6 comentários:

Kacey disse...

Hahusioheuihsuiahoshie~
Eu cobrava só de sacanagem, hein.

Lívia disse...

Kacey, li seu comentário pra elee disse "taí, boa idéia"...ele tirou o chinelo do pé e falou: óóóóó...

ahahahahahahhahhahahahha

Thiago Apenas disse...

"-Ah, é que ela é meio...cabaré, sabe?"

é por isso que eu digo, dê dinheiro mas não dê liberdade...

:)

Andréa Paes εїз disse...

"é por isso que eu digo, dê dinheiro mas não dê liberdade..."

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ai, Livinha... eu quero uma rosa dessa... fiquei aqui sonhando com uma! /pot

E o Rod com certeza não vai gostar! ahahahahaha

Kacey disse...

Hahahahahahahaha! XD

Thiago Apenas disse...

Sério mesmo!
Eu pensei que arrotar e soltar pum era o fim da picada...