sexta-feira, março 07, 2008

Análise de Curriculo

Eu não sabia por onde passava o Meat Loaf até outro dia, quando a Déia me pediu pra procurar essa música (I would do anything for love) pra ela no Soulseek. Achei e fui ver qual era. ADOREI o vocal. Ok, a letra é melodramática (oi? chamou?) e o clipe é o mais brega de todos os tempos (fala sério, né, cara, A Bela e a Fera é muito pra minha cabeça). Mas ainda assim, vale a pena.

Ouvindo o dueto final, eu fico pensando... a coisa não é fácil mesmo, né? A gente quer muita coisa mesmo. As exigências da garota na análise de currículo do feioso são interessantes, pra dizer o mínimo. Ok, ok, o cara é a fera. Se é feio que nem o cão (nem é, já vi piores) precisa compensar de alguma forma. Eu até entendo esse raciocínio, mas as coisas que ela diz estão meio fora da realidade:

Você vai me elevar (ou animar)? Me ajudar a descer (ou me animar quando eu estiver pra baixo)? Me tirar dessa cidade esquecida de Deus? (opa, isso é perseguição, né?) Vai me aquecer (ou fazer as coisas um pouco menos frias)? Vai suprir cada fantasia que eu tiver? (HEIN?? Isso é coisa que se peça?) Apagaria meu fogo com água benta (tá bom, vampira) se eu ficasse quente demais? Me levaria a lugares que eu não conheço? Me tornaria sagrada? Me abraçaria apertado? Coloriria minha vida? Faria as coisas parecerem menos envelhecidas? Faria mágica com as próprias mãos? Construiria uma cidade de esmeralda com grãos de areia? Me daria algo que eu pudesse tomar como lar? E, por fim, você não estragaria tudo?

Percebe o que eu quero dizer? Todos temos necessidades, é claro. Eu preciso de carinho, você precisa de espaço, ambos precisamos de respeito. Mas daí a pretender preencher a vaga com requisitos absurdos? Amiga, peralá, é a FERA e não o SUPER-HOMEM. Ligou o nome à pessoa? É conto de fadas, benhê, não é história em quadrinhos, não!

Ok, ser exigente é uma coisa. Ser maluca é outra. Que tal desejar umas coisas mais possíveis? De preferência coisas que você esteja disposta a oferecer em troca também? Sabe, coisas como carinho, companheirismo, estímulo mental e quem sabe, um pouco de paixão? Algum tesão, também, cairia bem, eu acho. E que tal senso de humor? Ou confiança e consistência? Não parece uma boa?

Eu só preciso disso. Ah, e de umas coisinhas mais...onde eu coloquei aqueles classificados, hein?


Homenagem pra Batatinha, que ontem tava sendo vítima do Randon...ahahahah...Confira abaixo o clipe, e veja a letra AQUI.

2 comentários:

Monicake disse...

I Would Do Anything For Love
(But I Won't Do That)
/cry

Antes q eu me esqueça...

Batatinha é a mãe!!!
hehehehehe

Carol disse...

Gostei do post.
Baixei a música pra ver, mas nem combina muito comigo. :P

Todos precisamos de algumas coisas, algumas até pequenas demais mas que fazem uma diferença grandiosa. :)

Ah, deixei um meme pra você lá no meu blog. :P
Boa semana! Beijos