terça-feira, julho 10, 2007

Dever de Casa II

A Lívia me deu o dever de casa mais ingrato de todos: ler um livrinho de argh...auto-ajuda. Tem um mês que ela me deu o livro. Tem 94 páginas. E eu não consigo passar da página 25 nem na base da porrada.

Aí, ontem ela me pediu o livro de volta e eu fiquei sem graça pra caramba de dizer que não tinha terminado ainda de ler. Falei um "estou terminando" descarado e prometi devolver na segunda. Ou seja: toca a pegar a bomba e tentar pelo menos passar os olhos no restante pra poder falar do assunto sem passar mais vergonha.

O título: Faça Diferente, Faça a Diferença. Que fique registrado que eu amaldiçôo do âmago do meu ser o senhor Rodrigo Cardoso, um desses gurus proferidores de palestras milagrosas que teve a maldita idéia de começar a escrever livros - esse é o segundo!

Constatei que o livro, contando a singela e subestimadora de intelectos história de Pedro, um engraxate que vira fazendeiro, pai de família e avô de uma porrada de netos e morre pilotando um avião daqueles do Barão Vermelho, tem a pretensão de ensinar 16 coisas: três lições iniciais, dez princípios de vida e três mensagens finais, o santo graal da vida.

(pára e vomita)

Vou transcrever aqui as 16 coisas pra todo mundo poder sofrer comigo. E tecerei meus comentários respectivos:

Lições:

1. Não espere que a vida lhe dê "fogo" se não dá "lenha" a ela. Trace metas claras e as escreva num papel: estará um passo mais perto de realizá-las.


Ah, é. Escrever o que se quer tem tanta força que todos os blogueiros do mundo estão fadados a se transformarem em Guimarães Rosa, Bill Gates, Michael Jordan ou Al Pacino.

2. A felicidade não está nos sonhos realizados, mas no processo de realização dos sonhos. Quando alcançar suas primeiras metas, trace novas e maiores.

Ou seja: você nunca terá sossego na sua vida e trate de se conformar e ficar contente com isso. E não se acanhe em escrever no papel que quer se mudar pra Lua, namorar a Angelina Jolie, ser herdeiro do Sílvio Santos. Quanto mais improvável, melhor. Aí você fica a vida inteira sem se sentir insatisfeito, porque nunca vai alcançar nada disso mesmo, logo sempre estará feliz.

3. O elefante do circo tentou muito fugir da corrente e da estaca que o prendiam quando era filhotinho. Como nunca conseguiu, cresceu convencido de que não pode fugir, mesmo que agora seja imenso e forte. Não acredite que não pode sem tentar de novo.

Nesse aqui eu fiquei tentada a meramente mandar tomar no cu. Mas me parece pouco elaborado, então: ah, eu devo estar mesmo quase do tamanho de um elefante. ¬¬


Princípios:

1. Constitua uma família.


Ah, sim, é a coisa mais fácil do mundo encontrar alguém que seja honesto, constante, confiável e não seja filho da puta no final das contas pra se ter um filho. Nossa, fácil demais!

2. Ajude seu semelhante.

E ainda copia Jesus Cristo descaradamente. Até eu escrevo livro assim!

3. Trabalhe em equipe.

QUE EQUIPE, cara pálida????

4. Aprenda a ser forte na adversidade.

Pimenta nos olhos dos outros é refresco - já que é pra partir pra frase feita.

5. Dê o melhor de si em tudo que faz.

Inclusive cortar os pulsos?

6. Não seja preguiçoso.

Agora sim: vai tomar no cu.

7. Tenha coragem e arrisque-se.

Tá bom, vou me "converter" ao lesbianismo, então.

8. Tenha fé.

¬¬

9. Não se preocupe.

Não posso, sou Drama Queen, né?

10. Aprenda a perdoar.

Eu até sei perdoar. Mas agora não tô conseguindo. E mesmo que conseguisse, não sei se estou querendo. Sabe vontade de quebrar o carro alheio com um taco de baseball?


O Santo Graal - as três mensagens finais.

1. Associe-se a pessoas positivas.


Pessoas positivas são as culpadas por eu ter sido obrigada a ler esse livro. Prefiro gente solidária do que gente poliana.

2. Aprenda a usar o poder da palavra.

Será que se eu aprender e disser um MORRA bem caprichado, vai funcionar?

3. Seja um eterno aprendiz.

Preciso mesmo aprender um monte de coisas. Como a deixar de confiar em gente.

6 comentários:

Dehynha disse...

Use o FODA-SE em cada uma delas.

Liv, vc leu o livro na hora errada. Aliás, até o livro é errado... rs

Vc vai encontrar um motivo pra continuar tentando... não faça força! A água vai jorrar da torneirinha no final do filme, vc verá! (desculpe, não resisti! ahaha)

Na verdade eu quis dizer: qdo nada de fora da gente dá certo, a gente cuida do lado de dentro. Bem... eu fiz assim, né! E tudo em volta de mim mudou tb. Não é autoajuda. É viver sem expectativas!

Tá bom... parei! :)

Roberta de Felippe disse...

Nem preciso comentar muito, you know. Mas tenho uma coisa a dizer: que morram! E em breve.

Dridis disse...

Oi amourrrrr!!!! haha

Aprenda a perdoar.
Perdoar é fácil, difícil é esquecer.
E pessoas positivas são muito, mas muito chatas.

Gabi disse...

1. Eu acabei de sair de um treinamento de 3 dias no RH. Não me fale em tortura.

2. Eu sou uma pessoa positiva e tal.

3. Manda sua terapeuta tomar no cu e diga que vai ler, sei lá, Agatha Christie, pra aprender a valiosa lição de como matar sem ser descoberta por uma velhota chamada Miss Marple.

Eric disse...

Quer dizer que ao invés de fazer o trabalho dela, ela terceira pra livros de auto ajuda?

Tarso disse...

Livro de auto-ajuda é fim de carreira, não leio nem qdo estiver no fundo do poço e o título for "Como sair do fundo do poço num pulo mágico" ¬¬

Tive uma experiência ingrata sobre esse mesmo assunto e a escrevi no meu blog, só que ao contrário de vc, não li o livro (e nem pretendo).