quinta-feira, fevereiro 14, 2008

Enquanto isso, no escritório...

Tô que nem maluca aqui elaborando uma petição de Medida Cautelar que tem que ser ajuizada até amanhã. Correria louca. Agora há pouco, parei um pouco, esfreguei os olhos e me dei conta de que a última vez que eu tinha feito xixi tinha sido na hora que eu acordei, às sete da manhã. Aproveitei o ensejo.

Estava eu no lavabo, ao lado da minha sala, quando ouço passos subindo as escadas, uma batidinha delicada na minha porta e a frase:

- Uai, cadê ela? Será que pulou a janela?

No segundo andar. Só se fosse pra cair dentro da piscina de roupa, que nem filme do Stallone com a Sharon Stone.

A Benícia é uma figuraça. Nem se eu parasse de trabalhar e ficasse aqui tentando descrevê-la ia chegar nem no dedinho do pé dela, então, já que o meu recreio será só de dez minutos, digo que ela é debochada pra caramba e vai ter que servir.

- Eita, num sei.

A Aline é um amor. Também não dá tempo de descrever, mas basta dizer que ela faz tudo o que eu peço, o que a torna uma das minhas pessoas favoritas no mundo inteiro...rs

Nesse ponto, dei a descarga - excesso de informação? - lavei as mãos e saí, enxugando as ditas na toalha de papel. A porta da minha sala tava aberta e as duas visitantes sentadinhas nas cadeiras em frente à minha mesa. Junto com elas, uma bandeja com uma pamonha picada num prato, uma torradinha de pão integral num pires ao lado, um guardanapo amarelo e uma xícara de café florida. Mas nada de bule de café.

Assim que me viu, a Benícia atacou:

- Ahá! A gente fica lá embaixo pensando que cê tá aqui em cima trabalhando e na verdade cê fica "morcegando", né?

- Morcegando???

- É, uai. Fazendo de conta!

- Ah, sei, até parece. Não se pode nem mijar em paz mais nesse escritório.

A Aline só ria. A Benícia quis saber:

- Que é que cê tanto ri, menina?

- Uai, Bê, cê trouxe a xícara e o café ficou?

Rimos todas. E as duas ainda tiraram no par ou ímpar quem ia na cozinha buscar o bendito café. Perdeu a Aline, e a Benícia ainda beliscou a pamonha dela enquanto ela não voltava.

Cara, eu adoro isso aqui.

3 comentários:

Mariana disse...

Nossa deve ser um barato trabalhar com pessoas assim...
adorei seu blog, e a maioria do filmes que vc gostou eu adoro!!!
Te linkei e com certeza todos os dias darei uma passadinha por aqui!
bjos

Carol disse...

Ah, trabalhar nem sempre é bom.
Mas com pessoas assim, dá até um animo né. rs :)

Sim, é a primeira vez que venho aqui, e gostei! :D

Mas...
fiquei sem entender só uma coisa, porque "bunda furada"? rs

Bom final de semana moça.

Carol disse...

haueihoaiuehauiehiuaeae; gosteeei da explicação! Super criativa você né. :)

Grandes merdas até combinaria com o meu também... se fosse conta-las. Mas parei de faze-las a algum tempo. :D