sexta-feira, fevereiro 22, 2008

Manual para homens perdidos

Estou pensando seriamente em escrever um manual. Apenas ainda não decidi se será um manual de "coisas para fazer" ou "coisas para não fazer". Hein? Tendeu nada? Ok, explico.

Definitivamente, tem muito homem perdido no mundo. E não estou falando dos desaparecidos procurados pela família, nem dos fugitivos da polícia, nem de pretensos príncipes encantados que não aparecem nunca (estão em coma, certeza!) e nem do bando do Peter Pan. Não.

De acordo com o dicionário, perdido significa: disperso; sumido; extraviado; naufragado; apaixonado em extremo; devasso; louco; corrupto; gasto em vão; esquecido; condenado (por uma doença); coisa que se perdeu; pessoa corrompida, desgraçada.

Bem, eu ia usar um sentido mais coloquial, o popular "sem-noção", mas suponho que "desgraçado condenado" possa servir.

A coisa é a seguinte: outro dia eu falei aqui sobre o email "oi, quer tc?" que eu recebi. E acho que todo mundo concorda que esse tipo de mensagem só serve pra rir ou pra sentir dó. É ruim? Certamente. Mas não é nem de longe o pior tipo de mensagem que se pode receber. Quer um exemplo?

Ontem me chegou um email dizendo que eu esqueci de mencionar na descrição do meu perfil - advogada, blogueira compulsiva e mal humorada crônica - a palavra "gostosa". É, isso mesmo. Alguém chegou a essa conclusão olhando pruma foto de resolução ruim. E, como se não bastasse, completou: "adoro mulher chata, mal educada e compulsiva, geralmente é falta de um bom trato, aí é que eu chego junto pra da um geito, estou aqui? bjommmmmmmmm..........."

Eu já li isso algumas vezes, porque primeiro eu tava tentando entender e depois acreditar no que eu tava lendo. E mesmo assim, ainda consegue me chocar quando colo a mensagem aqui e formato. Não que eu seja extremamente sensível e tenha me ofendido com algo que o cara tenha dito, longe disso. O que me choca é ele achar que ISSO é uma aproximação aceitável e talvez desejável.

E calma, dá pra piorar. Eu nem tinha me refeito do susto, quando o remetente resolveu complementar a mensagem inicial.

"Só não me peça danos morais, sou sincero e direto, e pode me chamar do vc quiser, mas não tome nenhuma conclusão antes de me conhecer na alma, na cama e no trabalho, sou chato para ser livre e encontrar assim o ponto mais alto do prazer onde ninguém mais alcança comigo, talvez só vc, mas precisaria saber, hoje estou completamente louco, amanhã quero estar mais ainda, me deixem viver no meu lixo, nas minhas ruas escuras, mas não me tirem a liberdade, por isso não me prendo nem mesmo aos meus desejos, como estou sentindo agora por vc só te digo TE DESEJO, o resto não sei.............................."

(suspiro) Parece muito estranho eu dizer que isso me entristece? Claro, como alguns gênios provavelmente dirão, se eu disponibilizo meu email no perfil, estou sujeita a esse tipo de coisa. Ou, que se eu não quisesse receber esse tipo de coisa, não devia publicar na internet, porque fazendo isso eu me exponho automaticamente. E por favor, se puderem me poupar desses lugares comuns, eu agradeço.

O que realmente me entristece é saber o quanto expressões como "bom gosto", "sutileza" e "respeito" passam longe do vocabulário de algumas pessoas. Veja bem, eu aposto que ALGUMA mulher adoraria receber esse tipo de mensagem "direta", "urgente", "virulenta", "impetuosa". Alguma, com certeza gostaria. Mas não eu. E o que me deixa perplexa é que, como um leitor me disse essa semana, do jeito mais delicado, sutil e agradável possível, ler as coisas que eu escrevo dá uma sensação de intimidade e dá perfeitamente pra saber como eu sou e como eu penso.

Mas pelo visto, não são todos que conseguem ver, ou eu receberia mais mensagem inteligentes, estimulantes, sutis, engraçadas e elogiosas, e menos manifestações de truculência e mediocridade. E perceba que o cara não quer me agredir, ele pretende posar de grande sedutor com o que disse. Um ser livre, intenso, às vezes sórdido e que poderia representar pra mim um acontecimento em termos de prazer. Uau, como eu posso deixar de me deixar envolver por um furacão desses? ¬¬

Olha, eu não estou procurando por nada disso. Ao contrário. Obrigada por tentar, mas acredite: você precisa de umas dicas pra dosar melhor essa sua "liberdade".

E é exatamente por essas e outras que eu to pensando em escrever um manual. Só não sei ainda se será "Coisas que uma mulher não espera ouvir de maneira nenhuma e que só vão queimar o seu filme" ou "Como abrir a boca e dizer coisas que poderão agradar a uma mulher que seja no mínimo inteligente".

Talvez eu deva fazer uma enquete. Qual das duas abordagens seria mais proveitosa, hein?

7 comentários:

Mariana disse...

Ola! acho que deveria ser um manual do que os homens nao devem dizer, pq tem mto homem que deveria ser mudo!
tempo atras passei por uma situação parecida com a sua, eu tinha deixado meu msn numa comunidade do orkut, umas 200 pessoas me add!! e a maioria homens, e todos vinham com famoso ''tc de onde gata'', como gata? no meu msn nem tem foto!! agora quando alguem vem com isso, nem respondo nada , so bloqueio e deleto!
bjo

Renato disse...

ele, na verdade, te achou sujinha e facinha... uahuahuahauhauaha adorei o texto, é como que, de algum modo, ele tivesse mexido com o melhor que há em você... sua feminilidade enterra sobre camadas de livros e conceitos... primeiro a negação! Maldito! Depois... será que ele tava falando a verdade mesmo? Mas daqui há alguns anos você lerá o que o moço escreveu e pensará... hummm, não foi tão ruim assim ... e vai se arrepender de não ter experimentado (ter dado)... isso, essa mudança no tempo, se chama sabedoria e
aproveitamento estatístico de oportunidades auhauhauahauahu. beijo enorme

surrealismodoacaso disse...

Acho que "Coisas que uma mulher não espera ouvir de maneira nenhuma e que só vão queimar o seu filme" é a melhor opção, eu até compraria, juro! Não que eu mande e-mails a torto e direito para garotas que não conheço, insinuando toda minha potencialidade erótica, mas é interessante saber certas sutilezas que a gente pensa ser legal e na verdade só fodem.

Telma K. disse...

Sinto te informar mas homens como este que te escreveu não se preocuparia em ler o livro, com qualquer dos títulos.

Este tipo de homem se garante tanto, se acha tanto, acha que está "abafando"... a abordagem agressiva deve ser para compensar algo, pode ser até insegurança.

Lamentável, mas ele deve ter tido sucesso para continuar com o roteiro...

Gostei daqui, vou voltar!
Beijos

Carlos Leite disse...

Talvez um tema bem específico funcione melhor, como "o que escrever em um e-mail para Lívia para deixá-la com pena de você".

Mas se preferir uma temática mais genérica, eu sugiro: "como se lascar bonito usando aquele approach de pegar empregada".

No mais, nem venha falar que foi só em uma foto de resolução ruim. Tem um link pro Fotolog ali do lado e eu mesmo já cliquei. ;)

Ricardo Goothuzem disse...

Pois é... Mas também pode ser só um mail escrito especialmente para provocá-la e gerar posts irados.

lívia_ disse...

..seu blogger eh perfeito!