domingo, abril 06, 2008

Comédia Romântica

Ele arrancou com o carro imprimindo nele a força que emanava de si mesmo. O motor potente rugiu e se afastou rapidamente, enquanto ela olhava, parada na calçada com o coração se sacudindo no peito, sentindo um travo na garganta. Como sentiria a falta dele! Viu o carro parar no sinal, fechado. Murmurou uma prece ininteligível. Que os deuses e todos os anjos tomassem conta dele no caminho de volta.

Uma fração de segundo depois, observou espantada o carro dar ré em alta velocidade, vindo em sua direção. Ele brecou bruscamente e ela adiantou-se, abrindo a porta.

- Esqueceu alguma coisa?
- Esqueci. Me dá mais um beijo!

Ela riu e saltou sobre o banco. Ele veio ávido, todo lábios e calor. Entremeou os dedos nos cabelos dela num carinho rápido, no ritmo da língua. Misturaram as respirações e se olharam por um momento imenso. Sorriram, cúmplices.

- Tchau, meu amor.

O carro arrancou de novo, ela continuou na calçada. Mas dessa vez, nem mesmo a agonia da despedida impediu-a de rir. Ele sempre se superava.

Ele dobrou a esquina, sumindo de vista. Ela fechou os olhos ligeiramente e abanou a cabeça, sem deixar de sorrir. A música tema, que até então fazia apenas fundo pra cena, aumentou e se sobrepôs ao barulho do trânsito. Ela abriu o portão e entrou em casa. Subiram os créditos. E fim.

3 comentários:

Anônimo disse...

Lembrança gostosa, né?
Bjo, Morena.

Camila disse...

Ai, eu quero um desses!!! De ele veio, vem mais?! Um irmão? Primo?!

Mlle.Lilith disse...

hahahaha
Obrigada!

Também gostei muito daqui.Principalmente do nome.
Percebe-se que eu gosto de nomes toscos,né?!
Enfim.

Volte sempre.

:*